Parceiros

fefibra.jpg

Estatísticas

Visitantes
372
Artigos
901
Ver quantos acessos teve os artigos
414735

Quem Está Online

Temos 77 visitantes e Nenhum membro online

Filatelia Temática

FONTE: FEFIESP
em 01/03/2010



REGULAMENTO ESPECIAL PARA A AVALIAÇÃO DE PARTICIPAÇÕES DE FILATELIA TEMÁTICA EM EXPOSIÇÕES FIP

ARTIGO l - EXPOSIÇÕES DE COMPETIÇÃO

De acordo com o Artigo l.4 do Regulamento Geral da FIP para a Avaliação de Participações em Exposições FIP (GREV) é estabelecido o presente Regulamento Especial com vista a complementar aqueles princípios, no que respeita à Classe de Filatelia Temática.
Deve igualmente recorrer-se ás Directrizes (guide-lines) para a Classe de Filatelia Temática, as quais constituem um guia prático para a aplicação deste Regulamento Especial.

ARTIGO 2 - PARTICIPAÇÕES

Uma coleção temática, da qual a participação exposta é parte integrante, desenvolve um tema de acordo com o respectivo plano.
Os conhecimentos filatélicos e o conhecimento do tema são demonstrados através das peças filatélicas escolhidas.
A aplicação dinâmica e imaginativa destes conhecimentos é comprovada pela melhor selecção possível e disposição do material e correcção do texto temático apropriado.

ARTIGO 3 - PRINCíPIOS DE COMPOSIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO

3.1 - Numa participação filatélica utilizam se todos os tipos de material filatélico apropriado. Não podem ser incluídos elementos não filatélicos.

3.2 - Uma participação temática compreende os seguintes elementos temáticos.

3.2.1 - O Plano

O plano define a estrutura da colecção e da participação e as suas subdivisões. Deve ser correcto,. lógico e equilibrado e abranger todos os aspectos relacionados com o respectivo título. Para além disto, o plano deve ser inteiramente concordante com o título escolhido e totalmente estruturado de acordo com os critérios temáticos estabelecidos.

O plano pode:

* ser livremente escolhido a fim de realizar a síntese de um temo ou de uma ideia.

Ou

* derivar naturalmente do tema quando,. por exemplo, este descreve, analiticamente organizações, instituições e acontecimentos ocorridos.

Um plano baseado numa classificação por data de emissão, por país ou por outros critérios geográficos, ou por tipo de material, não é considerado aceitável.
O plano deve ser apresentado numa folha no inicio do participação pormenorizando o conteúdo da colecção, as suas subdivisões e a respectiva amplitude dos capítulos apresentados.

3.2.2 - O Desenvolvimento

O desenvolvimento tem em vista a elaboração do tema em profundidade, esforçando-se por conseguir uma elaboração criativa e/ou original do mesmo, em total concordância com o plano.
A profundidade do desenvolvimento só pode ser conseguida através de uma análise detalhada e uma síntese de cada um dos aspectos do tema escolhido. Criatividade significa o desenvolvimento pessoal de novos temas; originalidade significa novos aspectos ou novas abordagens de temas já conhecidos

A elaboração da colecção utiliza o informação temática disponível

- da finalidade da emissão;
- dos elementos (motivos) principais ou secundários do desenho:
- de outras características postais.

Um desenvolvimento bem sucedido requer

- um profundo conhecimento do tema:
- um alto grau de conhecimentos filatélicos (ref.ª Art.º 4.3).


O texto temático deve ser correcto. conciso e pertinente justificando o material apresentado e assegurando a ligação temática (fio temático).

3.2.3 - O material filatélico

Cada peça filatélica deve estar estreitamente relacionada com o tema escolhido e deve apresentar a sua informação temática da forma mais clara possível. Tratando-se de documentos obliterados, dar-se-á preferência ao genuíno uso postal em conformidade com as taxas postais contemporâneas.
Estudos filatélicos, sempre que incluídos, devem ser compatíveis com o desenvolvimento temático, não podendo ser afectada a sequência da participação.

ARTIGO 4 - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES

São aplicáveis os critérios gerais de avaliação definidos pelo Artigo 4 do GREV, tendo em consideração as particularidades das participações temáticas.

4.1 - O critério de avaliação do plano requer a avaliação da estrutura da colecção reflectida pela participação.

O plano será avaliado tendo em consideração os seguintes aspectos

- Presença e adequação da página do plano;
- Compatibilidade do plano com o titulo da colecção;
- Subdivisão dos capítulos de forma correcta, lógica e equilibrada;
- Existência de todos os capítulos necessários ao desenvolvimento do plano;
- Criatividade e originalidade na forma como foi abordado.


4.2 - O critério " Desenvolvimento do Tema" requer a avaliação da sua concordância com o plano. e da pesquisa e importância temáticas

A pesquisa temática cobre:

- O estudo pessoal;
- O alcance. a profundidade e o equilibrio:
- A criatividade e a originalidade;
- O conhecimento temático expresso por
- Uso correcto do material;
- Texto adequado;
- Relação estreita entre estes dois elementos.

A importância temática diz respeito ao grau de dificuldade de desenvolvimento do tema

4.3 - O critério "Conhecimentos Filatélicos" requer o avaliação do grau de conhecimentos filatélicos gerais e específicos e a da importância filatélica.

Os conhecimentos filatélicos gerais compreendem:

- Concordância absoluta com as regras filatélicas;
- Adequação dos documentos postais;
- Exactidão do texto filatélico, quando requerido.

Os conhecimentos filatélicas especificas compreendem:

- A presença do maior número possível de tipos de material filatélico;
- O uso equilibrado desse material;
- O estudo e a pesquisa pessoal.

A importância filatélica está em relação com o importância filatélica do material.

4.4 - Critério "Estado e Raridade" (ref.: GREV - Artigo 4.6)

4.5 - Critério "Apresentação" (ref.: GREV - Artigo 4 7)

ARTIGO 5 - APRECIAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES


5.1 - As participações de Filatelia Temática serão apreciadas por especialistas qualificados na respectiva área e em concordância com o disposto na Secção V (artigos 31 a 47) do GREX - Regulamento Geral de Exposições FIP (GREV - 5.l).

5.2 - Para orientação do Júri e no sentido de uma avaliação equilibrada das participações de Filatelia Temática, são estabelecidos os seguintes termos de pontuação (ref.º GREV, Artigo 5.2)

Plano
20
Desenvolvimento (Tratamento) e Importância
30
Conhecimentos Filatélicos, Estudo e Pesquisa
20
Estado e Raridade
25
Apresentação
5


ARTIGO 6 - DISPOSIÇÕES FINAIS

6.1 - Na eventualidade de existência de alguma discrepância no texto, proveniente da tradução. prevalecerá a versão inglesa.
6.2 - Este Regulamento Especial para a Avaliação de Participações de Filatelia Temática em Exposições FIP foi aprovado pelo 54° Congresso FIP, em 5 de Novembro de 1985. no cidade de Roma e foi revisto no 61º Congresso FIP, em Granada, em 4 de Maio de 1992 O regulamento revisto entra em vigor em l de Janeiro de 1995.